Linkultura

por Nereide Michel em 07/11/2018

Um dos mais importantes museus de arte indígena do país – o curitibano MAI, uma iniciativa particular inaugurada em 2016 –  vai receber a impactante coleção Bancos Indígenas do Brasil, que inclui mais de 500 obras oriundas de povos de diferentes regiões como Alto e Baixo Xingu, sul e noroeste da Amazônia, centro-oeste, norte do Pará e Guianas. Peças que ao aliarem funcionalidade e beleza são reconhecidas como objetos de arte e design, importância que aumenta por preservarem a sua dimensão religiosa e simbólica. Esculpidas  em madeira, muitas vezes em formato de animais, decorados com grafismos ou coloridos com pigmentos diversos, espelham o universo cultural e a cosmologia das etnias que os produziram.

 Por sua abrangência e variedade, a exposição Bancos Indígenas do Brasil toca em uma ampla variedade de temas -  ao evidenciar os diversos pontos de conexão entre a arte indígena revela ao público o potencial criativo e o apuro estético dos primeiros habitantes do nosso continente. A direção da mostra é de Julíanna Podolan Martims, com curadoria e expografia de Ana Itália Paraná Mariano e Ana Silvia Paraná Mariano Kerin. A equipe técnica é composta também por Samantha Donner Rothert, na coordenação;: Artur William Pereira, montagem e iluminação; Yumi Saneshigue, projeto gráfico e Estúdio Rafael Costa, responsável pelo vídeo.

ONDE E QUANDO

Museu de Arte Indígena – MAI

 Avenida Água Verde, 1413, Água Verde, Curitiba

De 13 de novembro a 11 de fevereiro; de segunda a sexta, das 10h às 17h 30h.

Entrada gratuita

404 Not Found

Not Found

The requested document was not found on this server.


Web Server at vps456091.ovh.net