Conecte-se

por Nereide Michel em 11/10/2018

O que tem em comum uma bicicleta e os contos narrados por Sherazade em “mil e uma noites?” Qual a relação entre as areias cálidas do deserto saariano e a delicada luz que banha a Toscana? A resposta não tem mistério. Está na magia do cinema. Considerada, com méritos incontestáveis, como a sétima das artes. Abrem-se as cortinas do espetáculo – seja ele de que inspiração for – e a grande viagem começa. Para onde? O roteiro carimba o passaporte para o passado, o presente ou o futuro. Ele nos conduz para um cenário próximo ou longínquo. Para uma aventura carregada de suspense ou uma jornada intimista que nos leva a questionar nossas atitudes e a relação que temos com fatos cotidianos.

Como em toda arte a emoção move a criação e a produção de um filme. O que ele transmite – e como encontra receptividade no espectador – baliza a sua perenidade. Muitas vezes, transcende às telas, influencia comportamentos, se insere no dia a dia de quem se identifica com seus personagens ou com as situações registradas pelas câmeras, vira moda e inspira projetos de ambientes. Foi justamente esta conexão entre o universo do cinema e a casa em que vivemos que se transformou em tema – e desafio – da Mostra Artefacto, edição 2018. Em Curitiba o evento mobilizou 28 profissionais, que aceitaram a missão nada impossível de transferir para cada um dos 20 espaços em exposição o clima de um filme que para eles teve ou tem um significado especial.

Os escritórios dos arquitetos e designers participantes assumiram ares de sets de filmagem. Como diretores da Sétima Arte trabalharam com planos, cortes e closes inserindo, com sensibilidade, os lançamentos da Artefacto em cenários que nos transportam instantaneamente para Casablanca, Nova Iorque, Paris, Barcelona, Mônaco… É a magia do cinema!

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LAWRENCE DA ARÁBIA

Sob a direção de

ANA LETÍCIA VIRMOND

PLANO ABERTO

 A arquiteta Ana Letícia Virmond buscou inspiração no premiado filme de David Lean, com o carismático Peter O´Toole vivendo o personagem principal: Lawrence da Arábia. O ambiente por ela projetado reflete nas cores, materiais e texturas as sensações de uma travessia pelo Saara. O contraste do brilho e veios do mármore branco Paraná e a opacidade da madeira, que reveste parede e teto, transformam o living em uma aconchegante tenda contemporânea.

CLOSE

  Mesa Acrylique com a delicadeza do cristal e acabamento em aço inox na tonalidade gold.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

WES ANDERSON

Sob a direção de

ANDRÉ BERTOLUCI

PLANO ABERTO

O sobrenome do arquiteto traz à memória o do diretor italiano Bernardo Bertolucci de algumas obras polêmicas, como O Último Tango em Paris, que causou o frenesi quando de sua estreia. Mas André Bertoluci optou por outro genial cineasta para ser homenageado em seu espaço. Reflexos dos filmes coloridos e detalhistas de Wes Anderson são captados em vários ângulos do amplo ambiente que traz a sua assinatura. Emoldurado por painéis de madeira e mármore branco, a opção de cores, como cinza, preto e ameixa, conferem sofisticação ao conjunto e são perfeitas para dar destaque às obras de arte expostas no local, como o “Portait de Basquiat”, de Bernard Pras, que se encaixa perfeitamente ao universo de Wes Anderson.

CLOSE

O design incomum da cabeceira Piet faz par perfeito com o criado mudo Constantin.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 SOB O SOL DA TOSCANA

Sob a direção de

ANGELA CHINASSO E ANDREA SANTOS

PLANO ABERTO

A Toscana, com os seus campos floridos de girassóis e lavandas, encostas de ciprestes, vales, oliveiras e vinhedos, ganhou uma delicada interpretação na proposta de Angela Chinasso e Andrea Santos para o jardim que dá às boas-vindas na Mostra Artefacto. Espécies coloridas e aromáticas reunidas em um “piccolo giardino” sob a pérgola, afloram  emoções. O celadon dá o tom ao ambiente e mobiliário e remete às janelas e portas da Toscana, sempre abertas para a contemplação e o relaxamento oferecidos pela natureza.

CLOSE

Poltrona Castalla que com suas tramas remetem ao aconchego dos lares italianos.

Em cartaz

BONEQUINHA DE LUXO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sob a direção de

ANNA LETYCIA LOYOLA

PLANO ABERTO

Muitos lembram de “Moon River”, a celebrizada canção de Henry Mancini, que fez parte da trilha sonora da película. Já os fashionistas vibram com a imagem de Audrey Hepburn ostentando com sofisticação o famoso pretinho assinado por Givenchy. Independente de ligações emocionais Bonequinha de Luxo, sob a direção de Blake  Edwards, se transformou em importante documentário de uma Nova Iorque e seus personagens dos anos 60. Este é o clima que paira sobre o espaço assinado por Anna Letycia Loyola: um loft cheio de referências de arte em todas as paredes. Tendo Holly, o papel de Audrey Hepburn, como inspiração, a arquiteta fez um link entre as expectativas dela e as das mulheres atuais.

 CLOSE

 Banco Hara fabricado em aço carbono e assento em fibra de de buriti. Contraste interessante de materiais.

 Em cartaz

 

GRACE DE MÔNACO

Sob a direção de

CAROLINE ANDRUSKO

PLANO ABERTO

 Grace Kelly viveu personagens memoráveis sob a direção de cineastas como Alfredo Hitchcock, que a levou inclusive a Mônaco para protagonizar o filme “Ladrão de Casaca”. Pouco depois ela seria recebida com pompa e circunstância como a nova princesa deste ainda encantado mundo. Caroline Andrusko buscou transmitir em cada detalhe do seu loft a elegância de Grace Kelly, cuja personalidade está impressa na naturalidade dos materiais que contrastam com a nobreza de detalhes de luxo. Joias presentes no filme, que relata a vida da estrela, personificada por Nicole Kidman, ganharam uma releitura em pontos específicos como o pendente e o desenho geométrico dos painéis muxarabis.

CLOSE

Poltrona Phili com desenho curvilíneo que valoriza o conforto.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COCO ANTES DE CHANEL

 Sob a direção de

CYMARA E CAMILA EBRAHIM LARGURA E JACY EBRAHIM

 PLANO ABERTO

O trio Cymara e Camila Ebrahim Largura e Jacy Ebrahim fez uma viagem no tempo e no espaço para projetar um living no qual a “revolucionária modista parisiense” recebia os amigos íntimos. É só deixar os olhos passearem pelo ambiente para detectar detalhes com a assinatura de Coco Chanel. Eles estão na escolha de tecidos lembrando o famoso tailleur, na palha austríaca – que forrava as cadeiras nos desfiles com convites disputadíssimos pela sociedade nos anos 50 – no lustre de rocha vulcânica similar ao do hotel Ritz, residência da “mademoiselle” durante muitos anos, ou nas passamanarias vindas diretamente do sul da França. Elementos neoclássicos são destaques na boiserie, no pórtico de entrada, na prataria e no mobiliário curvilíneo.

 CLOSE

Sofá Coquille que remete aos tecidos usados por Coco Chanel no emblemático casaqueto de tweet.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INVASÃO DE PRIVACIDADE

 Sob a direção de

DANIELE VIESSER VALENTE

PLANO ABERTO

 A identificação é imediata. O espaço assinado por Daniele Viesser Valente parece saído diretamente do set de filmagem de Invasão de Privacidade. O poder exala do mármore nas paredes e nas mesas de centro, no couro, na camurça e nos tons de chumbo e verde. Masculino, contemporâneo e minimalista definem as inspirações do ambiente, que ocupa 70m2 incluindo as salas de estar, jantar e home office. Prateleiras retro iluminadas em laca metalizada e a parede ripada cinza, que acomoda todo o sofá em um desenho exclusivo, são destaques do projeto.

CLOSE

Chaise long Plein com detalhe em couro e bases metálicas.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CASABLANCA

Sob a direção de

Elaine Zanon e Claudia Machado

PLANO ABERTO

 Ingrid Bergman e Humphrey Bogart imortalizaram um casal que depois de longo tempo de separação – causada pela guerra –  volta a ser encontrar. Em Casablanca!  A trama chega ao clímax ao deixar em suspense até o último minuto: “- Será que os apaixonados ficarão juntos ou ela segue o seu destino partindo com o seu atual companheiro?” O clima de mistério combina muito bem com a cidade marroquina, que serviu de ponto de partida para o projeto de um elegante loft assinado pela arquiteta Elaine Zanon e a designer de ambiente Claudia Machado. Na entrada, o painel em aço inox dourado, com partes da estrutura cortada a laser e acabamento manual, traduz a atmosfera dramática pretendida pela dupla de profissionais. Esse mesmo acabamento aparece em detalhes das luminárias e no mobiliário complementado com tecidos monocromáticos de texturas variadas.

E, de repente, Sherazade invade misteriosamente o cenário de Casablanca. Sugere um jogo de adivinhação. Onde está? Suas histórias estão contadas enigmaticamente em um quadro, que ocupa uma das paredes laterais do ambiente.

CLOSE

Mesa de centro Mai, o contraponto de leveza no ambiente inspirado no cenário marroquino

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMER, REZAR, AMAR

 Sob a direção de

ELIZA SCHUCHOVSKI

PLANO ABERTO

Das páginas do livro de Elizabeth Gilbert para as telas dos cinemas, “Comer, Rezar, Amar” mantém o convite para quem quer ir em  busca do equilíbrio e da autoconhecimento. O roteiro seguido pela personagem – Itália Índia, Bali –  foi transferido nos detalhes pela arquiteta Eliza Schuchovski em seu espaço. As cores caracterizam o gosto pela vida, as artes representam a espiritualidade e a natureza simboliza o amor. Precisa mais para se viver? O verde, o conhaque e tons de cinza predominam na composição. Fibra, madeira natural e aço dourado, nas estruturas, convivem com harmonia. Desenhos exclusivos para um painel metalizado iluminado e um tapete com formato inusitado são itens que aguçam a curiosidade. Quem não a tem quando parte em um tour pelo desconhecido?

CLOSE

Poltrona Rigel perfeita para compor um agradável cantinho para meditar e buscar a si mesmo.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SETE DIAS COM MARYLIN

 Sob a direção de

GISELE BUSMAYER E CAROLINA REIS

PLANO ABERTO

 A sedução e a fragilidade conviveram em Marilyn Monroe. Parecia que pessoa e personagem formavam um único ser. No ambiente inspirado no filme “Sete Dias com Marylin” , Gisele Busmayer e Carolina Reis buscaram decifrar o enigma por trás de uma das estrelas mais desejadas da história da Sétima Arte. Nele, encontraram as principais referências para o refúgio da atriz. O quarto com home office e sala de TV tem paleta nas cores cobre, rosa e menta. O design da cama é uma referência à serenidade que Marilyn tanto procurou e nunca alcançou. A delicadeza e a sensibilidade, que muitos desconheciam nela, estão impressas nas telas, e a sensualidade aparece no sofá curvilíneo.

CLOSE

Sofá Illi, suas curvas femininas lembram a sensualidade da atriz.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

007 – OPERAÇÃO SKYFALL

 Sob a direção de

JACQUELINE ZENI e BIANCA YUMI

 

PLANO ABERTO

“Meu nome é Bond! James Bond!” Quem curte filmes de aventura sabe muito bem o que significa esta apresentação! Uma das mais longevas e bem sucedidas sequências cinematográficas as tramas vividas pelo agente secreto britânico não perde platéia. Muito pelo contrário. Mudam os atores e permanece o sedutor personagem com bilheteria entre as maiores da temporada. Suspense e emoção são sinônimos dos três enigmáticos números – 007 – que identificam muita ação na tela. Com estas credenciais em mãos Jacqueline Zeni e Bianca Yumi projetaram um living que é um convite enigmático: basta olhar para o teto para se sentir que “algo está para acontecer!” Uma malha metalizada que produz sombras, sem formas definidas, sugere uma armadilha que, evidentemente, não é páreo para nenhum herói. No espaço a estética masculina flerta com acabamentos e formas sensuais como o veludo, o couro e os metalizados. As paredes foram recobertas por painéis amadeirados em tom escuro que ganham a companhia do mármore cinza com rajados brancos e acabamento escovado. O espelho fumê valoriza os demais materiais e traz a sensação de amplitude ao ambiente.

CLOSE

Sofá Memory, com linhas curvas, recoberto em veludo italiano grafite.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O CARTEIRO E O POETA

Sob a direção de

JAYME BERNARDO E GLEI TOMAZI

PLANO ABERTO

 Quem não guarda na memória um filme que é pura poesia? As rimas ganham formas em cenários que encantam o olhar e em diálogos que transbordam emoção. Nesta categoria, sem dúvida, se encaixa o sensível O Carteiro e o Poeta, que ganhou uma continuidade sentimental no espaço assinado por Jayme Bernardo e Glei Tomazi. Nele, as cores e as texturas dos materiais, associadas à paisagem do sul da Itália, são passaportes para retornarmos, agora como testemunhas, dos comoventes encontros entre os dois personagens principais do enredo – o exilado Pablo Neruda e o responsável pela sua correspondência do poeta. Acabamentos claros, quase brancos, e uma seleção de peças e complementos, onde não falta a bicicleta, veículo do carteiro, arrematam o conceito do espaço. A integração com a paisagem aproxima ainda mais o cenário do filme ao projeto do amplo living: três faces envidraçadas, abertas para o jardim, e um painel com prateleiras cria um efeito de pano de fundo e acomoda os objetos.

CLOSE

Sofá Maddox, que possibilita uma composição criativa graças aos seus diversos módulos.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SONHOS

Sob a direção de

JAVIER GODINHO

PLANO ABERTO

 A cada filme, uma cidade diferente! Absorvemos, com olhos grudados na tela, a cultura de um país e a história forjada pelo seu povo. É a magia do cinema! O Japão, por exemplo, despertou a admiração e a curiosidade do arquiteto Javier Godinho quando em recente viagem à Terra do Sol Nascente se deparou com tradições milenares que buscou resgatar na elaboração de um projeto que convida à meditação. A referência para a formatação do seu espaço, o profissional encontrou no filme “Sonhos”, de Akira Kurosawa. Nele, deu prioridade ao minimalismo para valorizar uma sensorial e envolvente atmosfera. Um jogo de espelhos cortados em vários tamanhos e as milhares de aves (tsurus), confeccionadas em origami, que balançam ao sabor do vento nos ramos de uma cerejeira, deixam o espírito livre para novos e interessantes voos.

CLOSE

Banco Pure, perfeito para compor um ambiente que convida a sonhar.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MISSÃO IMPOSSÍVEL: PROTOCOLO FANTASMA

Sob a direção de

JOCYMARA NICOLAU E ANDREA POSONSKI

PLANO ABERTO

Dubai é considerado um oásis de modernidade plantado no Deserto da Arábia, cenário constante dos Emirados Árabes. O hotel conceito Armani, uma das locações do filme Missão Impossível: Protocolo Fantasma, foi o ponto de partida para o loft assinado por Jocymara Nicolau e Andrea Posonski. A proposta é clean, em tons de cinza, fendi e branco. A sensação do cheio e do vazio evidencia-se graças à transparência e à ilusão de ótica. Teto único em madeira e uma grande estante trabalhada unem os ambientes contribuindo para o conceito dos espaços vagos e espaços preenchidos.

CLOSE

Estante Esther, mesa de jantar Lake, acompanhada das cadeiras Fischer, um espaço que respira contemporaneidade.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMO ÁGUA PARA CHOCOLATE

Sob a direção de

JULIANA MEDA

PLANO ABERTO

 Paixão e intensidade. Ingredientes dosados pela arquiteta Juliana Meda no projeto que desenvolveu para a área gourmet da Mostra Artefacto tendo como referência o filme mexicano Como Água para Chocolate. Nada mais apropriado para receber convidados para um momento de relax em meio à visitação dos vários ambientes e suas múltiplas inspirações cinematográficas. A poderosa química dos alimentos, preparados no calor da emoção, é perceptível em vários elementos que compõem o espaço, incluindo obras de arte e um mobiliário confortável e sensorial. O grande jardim, com estrutura de vidro, acomoda a área gourmet que integra-se à adega e à parada obrigatória do cafezinho.

CLOSE

Pandia e Nolay, mesas de apoio aliam o design à praticidade em uma concorrida área gourmet.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O DIABO VESTE PRADA

 Sob a direção de

MARGIT SOARES

PLANO ABERTO

O mundo da moda é sedutor, mexe com vaidades e origina personagens fortes e dominantes. Quem assistiu ao filme O Diabo Veste Prada não conseguiu escapar deste clima atraente e instigante. Margit Soares focou justamente na personalidade um tanto tirânica de Miranda Priestly, personagem de Meryl Streep, para dar a sua interpretação do local de trabalho da celebrada editora da revista Runway. O espaço exala sofisticação e estilo. Muitas obras de arte compõem com o design do mobiliário o cenário à prova de olhar crítico da sua poderosa ocupante.

CLOSE

Mesa de jantar Lake ganhou status de escrivaninha para a poderosa editora da revista Runway.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 VICKY CRISTINA BARCELONA

Sob a direção de

PRISCILLA MULLER

PLANO ABERTO

Como todo filme de Woody Allen, Vicky Cristina Barcelona tem personagens cativantes pela sua forma de encarar o cotidiano dos relacionamentos – ou seria a do seu diretor? Barcelona, do título, por si só oportuniza uma série de inspirações graças ao seu marcante cenário urbano, muitas das obras arquitetônicas sob as bênçãos de Gaudi. Por isso, muita luz natural invade o espaço de convivência que integra living à área gourmet. Cores neutras – presentes na madeira natural clara, no acabamento em couro, metais e linho – conferem conforto visual, amplitude e harmonia ao conjunto.

CLOSE

Cadeira Vic, assinada por Jader Almeida, exclusivamente para a Artefacto.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

THE POST

Sob a direção de

SAMARA BARBOSA

PLANO ABERTO

 Liberdade de imprensa e empoderamento feminino. Temas atuais em tempos globalizados. Mas um filme, que remete ao passado do jornal The Washington Post, na década de 70, trata destes dois assuntos em meio a um escândalo político que inclui presidentes norte-americanos. Publicar ou não documentos secretos sobre o envolvimento dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã? A decisão coube a uma mulher, Katharine Graham, proprietária do diário, que demonstrou coragem e determinação em seu posicionamento. Inspiração para Samara Barbosa conceituar um grande living de quase 50 m2 predominantemente branco, clean e contemporâneo. O piso de mármore branco Paraná Calacata Ouro é também usado na parede, que ganha prateleiras de aço inox. O branco, em diferentes texturas, também foi escolhido para o mobiliário. Imponência e sobriedade caracterizam o espaço refletindo o clima em que gira o fato histórico adaptado para o cinema.

CLOSE

Cadeiras Sammy compõem o multifuncional espaço que pode ser utilizado como sala de reunião ou de jantar.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEX AND THE CITY

Sob a direção de

SUELEN PARIZOTTO

PLANO ABERTO

A série televisiva Sex and The City completa 20 anos. Um exito que se repetiu nas telas dos cinemas. Com personagens emblemáticos, que circulam com suas expectativas e carências pelos cenários de Nova York, ela gerou tendências de moda mundo afora. Pois um dos seus protagonistas, o bem-sucedido Mr. Big, interpretado por Chris North, serviu de motivação para Suelen Parizotto projetar um espaço atemporal para refletir o perfil culto do empresário. Nele, muito jazz, coleções de obras de arte e relógios. A harmonia entre as cores marrom cacau, azul noite, cinza e chumbo e a opção pela mistura do aço inox com veludo, camurça natural e mármore conferem elegância e sofisticação ao conjunto. A boiserie em aço dá o toque contemporâneo ao refúgio do cobiçado personagem.

CLOSE

Poltrona Ricci, giratória com retorno funcional.  Um móvel que reflete o estilo sofisticado do desejado Mr. Big.

Em cartaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEIA NOITE EM PARIS

Sob a direção de

VIVIANE LOYOLA

 PLANO ABERTO

O contraste entre o presente e o passado define o espaço assinado por Viviane Loyola. Afinal, é a passagem do tempo, que marca o filme Meia Noite em Paris, de Woody Allen, que despertou o interesse da arquiteta para projetar um ambiente integrado – quarto e sala –  que pode ter muitos usos. A época antiga é retratada no painel de mármore travertino e em tecidos nobres e o contraponto moderno transparece no mobiliário solto e na marcenaria com linhas retas.

CLOSE 

 Poltrona Brasília, as linhas remetem ao cenário arquitetônico da cidade projetada por Niemeyer e Lúcio Costa.

 

EM CARTAZ

 Decor + Cinema

Mostra Artefacto 2018

Rua Comendador Araújo, 672, Batel, Curitiba

Horário comercial

(41)  3111- 2300

404 Not Found

Not Found

The requested document was not found on this server.


Web Server at vps456091.ovh.net